terça-feira, 29 de julho de 2014

Corridas rumo ao mesmo

Eu só queria correr. Ir longe, para o mais longe que minhas pernas sozinhas conseguissem chegar. Longe da cidade, das pessoas e dos relacionamentos. Sem palavras, chaves ou palavrões nas paredes. Apenas eu, o céu e o pouco que me resta. Queria correr pelo campo e não me preocupar com os cortes em meus pés ou braços. Só correr e correr mais um pouco. 
E, por incrível que pareça, esse seria o meu ato mais corajoso. Fugir seria meu último grito de coragem. O grito de coragem que não acontecerá, porque continuarei aqui. Nessa cidade, com essas pessoas e com esses relacionamentos. Continuarei exatamente aqui.

Um comentário:

  1. na minha lista de "fazer antes de morrer" tem um número que esta apenas escrito: fugir.
    eu ia acabar voltando, claro, mas as poucas horas foragida seria o momento de maior liberdade que ja tive na vida. e eu quero isso. eu vou ter isso.
    acho que a gente SE deve um momento de coragem irresponsável uma vezinha né?

    ah foi tão bom ver sua fotinho aparecer mais uma vez nos meus comentários depois de tanto tempo *-* fez uma alma feliz, onee-chan. beeeijos

    ResponderExcluir